The translation is temporarily closed for contributions due to maintenance, please come back later.
Context English Portuguese (Brazil) State
PAM was defined and developed in 1995 by Vipin Samar and Charlie Lai of Sun Microsystems, and has not changed much since. In 1997, the Open Group published the X/Open Single Sign-on (XSSO) preliminary specification, which standardized the PAM API and added extensions for single (or rather integrated) sign-on. At the time of this writing, this specification has not yet been adopted as a standard. O PAM foi definido e desenvolvido em 1995 por Vipin Samar e Charlie Lai da Sun Microsystems, e não teve muitas mudanças até hoje. Em 1997, o Open Group publicou a especificação preliminar do X/Open Single Sign-on (XSSO), a qual padroniza a API do PAM e adiciona extensões para autenticação única ou integrada. No momento da redação deste documento, esta especificação ainda não tinha sido adotada como padrão.
The terminology surrounding PAM is rather confused. Neither Samar and Lai's original paper nor the XSSO specification made any attempt at formally defining terms for the various actors and entities involved in PAM, and the terms that they do use (but do not define) are sometimes misleading and ambiguous. The first attempt at establishing a consistent and unambiguous terminology was a whitepaper written by Andrew G. Morgan (author of Linux-PAM) in 1999. While Morgan's choice of terminology was a huge leap forward, it is in this author's opinion by no means perfect. What follows is an attempt, heavily inspired by Morgan, to define precise and unambiguous terms for all actors and entities involved in PAM. A terminologia em torno do PAM é bastante confusa. Nem o artigo original de Neither Samar e Lai nem a especificação original do XSSO fizeram algum esforço para definir formalmente os termos de vários atores e entidades envolvidas no PAM, e os termos que eles usam (mas não definem) são algumas vezes duvidosos ou ambíguos. A primeira tentativa de estabelecer uma terminologia consistente e não ambígua foi feita no artigo escrito por Andrew G. Morgan (autor do Linux-PAM) em 1999. A escolha da terminologia de Morgan foi um grande avanço, mas na opinião deste autor, não é perfeita. O que segue é uma tentativa, fortemente inspirada por Morgan, de definir termos precisos e não ambíguos para todos os atores e entidades envolvidas no PAM.