The translation is temporarily closed for contributions due to maintenance, please come back later.
Context English Portuguese (Brazil) State
$FreeBSD$
All embedded FreeBSD systems that use flash memory as system disk will be interested in memory disks and memory filesystems. As a result of the limited number of writes that can be done to flash memory, the disk and the filesystems on the disk will most likely be mounted read-only. In this environment, filesystems such as <filename>/tmp</filename> and <filename>/var</filename> are mounted as memory filesystems to allow the system to create logs and update counters and temporary files. Memory filesystems are a critical component to a successful solid state FreeBSD implementation. Todos os sistemas embarcados FreeBSD que usam memória flash como disco para o sistema estarão interessados ​​em usar discos em memória e sistemas de arquivos em memória. Devido ao número limitado de gravações que podem ser feitas na memória flash, o disco e os sistemas de arquivos no disco provavelmente serão montados como read-only. Nesse ambiente, sistemas de arquivos tais como <filename>/tmp</filename> e <filename>/var</filename> são montados como sistemas de arquivos em memória para permitir que o sistema crie logs e atualize contadores e arquivos temporários. Os sistemas de arquivos em memória são um componente crítico para uma implementação bem-sucedida do FreeBSD em dispositivos de estado sólido.
Since ATA compatible compact-flash cards are seen by FreeBSD as normal IDE hard drives, you could theoretically install FreeBSD from the network using the kern and mfsroot floppies or from a CD. Como os cartões Compact Flash compatíveis com ATA são vistos pelo FreeBSD como discos rígidos IDE normais, você poderia teoricamente instalar o FreeBSD a partir da rede usando o os disquetes do kern e mfsroot ou de um CD.
However, even a small installation of FreeBSD using normal installation procedures can produce a system in size of greater than 200 megabytes. Most people will be using smaller flash memory devices (128 megabytes is considered fairly large - 32 or even 16 megabytes is common), so an installation using normal mechanisms is not possible—there is simply not enough disk space for even the smallest of conventional installations. No entanto, mesmo uma pequena instalação do FreeBSD utilizando procedimentos normais de instalação pode produzir um sistema com tamanho maior que 200 megabytes. Como a maioria das pessoas usará dispositivos de memória flash menores (128 megabytes são considerados razoavelmente grandes - 32 ou até mesmo 16 megabytes são comuns), uma instalação usando mecanismos normais não será possível - simplesmente não há espaço em disco suficiente nem para as menores instalações convencionais.
To make it possible to enter a ports directory and successfully run <command>make</command> <_:buildtarget-1/>, we must create a packages directory on a non-memory filesystem that will keep track of our packages across reboots. As it is necessary to mount your filesystems as read-write for the installation of a package anyway, it is sensible to assume that an area on the flash media can also be used for package information to be written to. Para tornar possível entrar em um diretório do ports e executar com sucesso o comando <command>make</command> <_:buildtarget-1/>, devemos criar um diretório de pacotes em um sistema de arquivos que não esteja localizado na memória o qual manterá o controle dos nossos pacotes entre as reinicializações . Como é necessário montar seus sistemas de arquivos como read-write para a instalação de um pacote, é sensato supor que uma área na mídia flash também possa ser usada para que as informações do pacote sejam gravadas.