Translation

(itstool) path: glossentry/glossterm
facility
9/100
Context English Portuguese (Brazil) State
PAM was defined and developed in 1995 by Vipin Samar and Charlie Lai of Sun Microsystems, and has not changed much since. In 1997, the Open Group published the X/Open Single Sign-on (XSSO) preliminary specification, which standardized the PAM API and added extensions for single (or rather integrated) sign-on. At the time of this writing, this specification has not yet been adopted as a standard. O PAM foi definido e desenvolvido em 1995 por Vipin Samar e Charlie Lai da Sun Microsystems, e não teve muitas mudanças até hoje. Em 1997, o Open Group publicou a especificação preliminar do X/Open Single Sign-on (XSSO), a qual padroniza a API do PAM e adiciona extensões para autenticação única ou integrada. No momento da redação deste documento, esta especificação ainda não tinha sido adotada como padrão.
Although this article focuses primarily on FreeBSD 5.x, which uses OpenPAM, it should be equally applicable to FreeBSD 4.x, which uses Linux-PAM, and other operating systems such as Linux and <trademark>Solaris</trademark>. Apesar deste artigo focar primariamente no sistema FreeBSD 5.x, o qual usa o OpenPAM, ele poderá ser igualmente aplicado ao FreeBSD 4.x, o qual usa o Linux-PAM, e a outros systemas operacionais, tais como o Linux e o <trademark>Solaris</trademark>.
Terms and Conventions Termos e convenções
Definitions Definições
The terminology surrounding PAM is rather confused. Neither Samar and Lai's original paper nor the XSSO specification made any attempt at formally defining terms for the various actors and entities involved in PAM, and the terms that they do use (but do not define) are sometimes misleading and ambiguous. The first attempt at establishing a consistent and unambiguous terminology was a whitepaper written by Andrew G. Morgan (author of Linux-PAM) in 1999. While Morgan's choice of terminology was a huge leap forward, it is in this author's opinion by no means perfect. What follows is an attempt, heavily inspired by Morgan, to define precise and unambiguous terms for all actors and entities involved in PAM. A terminologia em torno do PAM é bastante confusa. Nem o artigo original de Neither Samar e Lai nem a especificação original do XSSO fizeram algum esforço para definir formalmente os termos de vários atores e entidades envolvidas no PAM, e os termos que eles usam (mas não definem) são algumas vezes duvidosos ou ambíguos. A primeira tentativa de estabelecer uma terminologia consistente e não ambígua foi feita no artigo escrito por Andrew G. Morgan (autor do Linux-PAM) em 1999. A escolha da terminologia de Morgan foi um grande avanço, mas na opinião deste autor, não é perfeita. O que segue é uma tentativa, fortemente inspirada por Morgan, de definir termos precisos e não ambíguos para todos os atores e entidades envolvidas no PAM.
account conta (account)
The set of credentials the applicant is requesting from the arbitrator. Um conjunto de credenciais que o requerente está solicitando ao mediador.
applicant requerente (applicant)
The user or entity requesting authentication. Usuário ou entidade que solicita autenticação
arbitrator Mediador (arbitrator)
The user or entity who has the privileges necessary to verify the applicant's credentials and the authority to grant or deny the request. Usuário ou entidade a qual tem privilégios necessários para verificar as credenciais do requerente e autorizar ou não a solicitação
chain chain
A sequence of modules that will be invoked in response to a PAM request. The chain includes information about the order in which to invoke the modules, what arguments to pass to them, and how to interpret the results. Uma sequência de módulos que irá ser chamada em resposta a uma solicitação do PAM. A chain inclui informações sobre a ordem a qual invocar os módulos, quais argumentos foram passados e como interpretar os resultados.
client client
The application responsible for initiating an authentication request on behalf of the applicant and for obtaining the necessary authentication information from him. A aplicação responsável por inicializar uma solicitação de autenticação em nome do requerente para obter as informações necessárias da autenticação dele.
facility recursos
One of the four basic groups of functionality provided by PAM: authentication, account management, session management and authentication token update. Um dos quatro grupos básicos de funcionalidades fornecidos pelo PAM: autenticação, gerenciamento de conta, gerenciamento de sessão e atualização de token de autenticação.
module módulo
A collection of one or more related functions implementing a particular authentication facility, gathered into a single (normally dynamically loadable) binary file and identified by a single name. Uma coleção de uma ou mais funções relacionadas implementando um recurso de autenticação específico, reunidas em um único arquivo binário (normalmente carregável dinamicamente) e identificadas por um único nome.
policy política
The complete set of configuration statements describing how to handle PAM requests for a particular service. A policy normally consists of four chains, one for each facility, though some services do not use all four facilities. O conjunto completo de instruções de configuração que descrevem como lidar com solicitações do PAM para um serviço específico. Uma política normalmente consiste em quatro chains, uma para cada recurso, embora alguns serviços não utilizem os quatro recursos.
server servidor
The application acting on behalf of the arbitrator to converse with the client, retrieve authentication information, verify the applicant's credentials and grant or deny requests. O aplicativo agindo em nome do mediador para conversar com o cliente, recuperar informações de autenticação, verificar as credenciais do requerente e conceder ou negar solicitações.
service serviço
A class of servers providing similar or related functionality and requiring similar authentication. PAM policies are defined on a per-service basis, so all servers that claim the same service name will be subject to the same policy. Classe de servidores que provêm recursos similares ou relacionados e requerem autenticação similar. As políticas do PAM são definidas por serviço, portanto, todos os servidores que reivindicam o mesmo nome de serviço estarão sujeitos à mesma política.
session sessão
The context within which service is rendered to the applicant by the server. One of PAM's four facilities, session management, is concerned exclusively with setting up and tearing down this context. O contexto com o qual serviços são apresentados para o requerente pelo servidor. Um dos quatro recursos do PAM, gerenciamento de sessão, é concedido exclusivamente configurando e derrubando esse contexto.
token token
A chunk of information associated with the account, such as a password or passphrase, which the applicant must provide to prove his identity. Um pedaço de informação associada à conta, como uma senha sendo uma palavra ou uma frase, que o solicitante deve fornecer para provar sua identidade.
transaction transação
A sequence of requests from the same applicant to the same instance of the same server, beginning with authentication and session set-up and ending with session tear-down. Uma sequência de solicitações do mesmo requerente para a mesma instância do mesmo servidor, começando com a configuração de autenticação e sessão e terminando com a desmontagem da sessão.

Loading…

No matching activity found.

Browse all component changes

Things to check

Trailing space

Source and translation do not both end with a space

Fix string

Reset

Glossary

English Portuguese (Brazil)
No related strings found in the glossary.

Source information

Source string comment
(itstool) path: glossentry/glossterm
Source string location
article.translate.xml:187
String age
a year ago
Source string age
a year ago
Translation file
articles/pt_BR/pam.po, string 30